sexta-feira, 5 de abril de 2013

Agora é a vez do senhor do colete falar sobre o TWD

Olá, eu sou o Luke e gostava de ter um colete sem mangas como o Daryl, porque o Daryl é badass e tem uma mota e mata esquilos e guaxinis e usava orelhas no pescoço, que agora já ninguém se lembra disso que o português tem memória curta. Ora bem, eu gostei da terceira temporada. Foi recheada de altos e baixos (Andrea, estou a olhar para ti). Achei muito, muito bom o episódio em que o Carl, a Michonne e o Rick voltam à terra deles e encontram o Morgan, da primeira série. Não havia prisão nem Woodbury, houve drama emocional (a morte do filho do Morgan, o Rick esfaqueado, o Carl obcecado com a foto dos pais), alguma acção, foi WD no seu melhor. O penúltimo episódio também esteve em bom nível mas o último foi uma desgraça. Como é que podem pensar que o clímax de uma temporada pode ser o suicídio de uma personagem que acho que ninguém adorava nem odiava. Irritante? Sim, muito, mas acho que ninguém a odiava. A cena do Merle também é demasiado forçada: o homem passa de criatura hedionda a mártir. Ele era mau, mas nem por isso estúpido: podia perfeitamente ter ido fazer a sua cândida redenção acompanhado. Isso não o tornaria menos heróico.
Obviamente que tinha de esperar pela Fox HD, os meus olhos sangram quando eu vejo coisas no Wareztuga e seus derivados. E resisti a todos os spoilers, ao contrário da senhora Karenina, que consegue sempre tropeçar num qualquer spoiler e depois quer ver logo o episódio e essa situação é como quando temos que espetar uma faca cinco vezes na cabeça do irmão que acabou de se transformar em zombie: uma chatice.

1 comentário:

faa m. disse...

eztv.it - sacar a versão 720p >= HD da Fox.
Resultado, deixam de ouvir os spoils e passam a puder fazê-los.

Houve muitas coisas que podiam ter sido de outra maneira. Eu cá gostava muido da Andrea mas fiquei desiludido com ela quando ela preferiu ficar na vila em vez de ir com a Michonne, essa senhora.